fbpx
(11) 5083-6934 # 5083-5995 contato@teresaembirucu.com.br

É frequente as mulheres terem interesse em saber como está o “nível dos seus hormônios”. Costumo dizer que o corpo dá sinais quando há falta ou excesso de algum hormônio. 

Níveis baixos de testosterona podem causar alguns sintomas, que estariam dentro da  Síndrome de Deficiência Androgênica da Mulher (FADS, Female Androgen Deficiency Syndrome). Quais são estes sinais?

  • Falta de disposição física (fadiga) e energia vital (apatia) para realizar as tarefas do dia a dia
  • Mudança na constituição corporal, com uma concentração maior de gordura em determinadas partes do corpo associada a perda de massa muscular
  • Perda de motivação para iniciar uma atividade sexual, precisando de mais estímulo e por mais tempo
  • Dificuldade de concentração em algumas atividades, principalmente que necessitem de memória e atenção 

Outra conseqüência de baixos níveis de testosterona é a perda de massa óssea, aumentando os riscos de osteopenia e osteoporose (o que aumenta risco de fratura), que são verificados em exame específico que é a densitometria mineral óssea e geralmente não causam sintomas. 

A grande dificuldade na prática é correlacionar os níveis de dosagens laboratoriais de testosterona com os sintomas. Não existem valores de referência que possam ser interpretados de uma forma tão direta. Cada pessoa é única e os casos devem ser individualizados.  

Na maioria das vezes, quando os níveis de testosterona estão baixos, os sintomas aparecem associados e não isolados, em maior ou menor grau. Mas se pudéssemos resumir em uma só palavra o que de melhor a testosterona faz é nos dar a sensação de bem-estar.

InstagramFacebookWhatsApp