fbpx
(11) 5083-6934 # 5083-5995 contato@teresaembirucu.com.br

O impulso sexual de um homem ou de uma mulher, o que chamamos desejo sexual ou libido, pode variar de intensidade de pessoa para pessoa e até mesmo na própria pessoa, ao longo da vida. O desejo sexual sofre interferência de diversos fatores físicos, psíquicos e sociais. Mas, de uma forma bem geral, se o corpo está funcionando bem e a mente consegue se desligar das preocupações do dia a dia, a energia para pensar em sexo e para iniciar o ato sexual está ali, presente.
Podemos pensar em alguns tópicos que podem ajudar a melhorar a vida sexual:

1- Conhecer o próprio corpo. Saber exatamente onde e como gosta de receber o toque. Pode usar um espelho e as próprias mãos para ir explorando cada detalhe.
2- Manter a intimidade com a sua parceria sexual. A intimidade pode ser desde brincadeiras de “passar a mão sem compromisso” a mandar mensagens com um tom mais erótico ao longo do dia.
3- Aumentar as preliminares. A pele é o nosso maior órgão do corpo e o mais sensível ao toque. Beijar na boca de língua, fazer massagens, ver vídeos juntos, dançar, vendar os olhos… podem ser estímulos para começar.
4- Adotar uma relação saudável, onde o sexo não seja o ponto central do relacionamento. Sim! Elogios, presentes, divisão de tarefas são formas de agradar e aumentam as chances de admiração um pelo outro.
5- Procurar diminuir o estresse e a ansiedade, porque contribuem para as disfunções sexuais. Atividade física e meditação ajudam neste processo.
6- Diminuir a pressão do orgasmo. Muitas vezes focar no orgasmo (em ter o orgasmo ou também em fazer o outro gozar) atrapalha a fluidez durante o ato sexual.
7- Evitar o excesso de bebidas alcóolicas e o fumo. Eles podem causar a curto e longo prazo prejuízos na resposta sexual.

O mais importante é manter uma boa conexão entre corpo-mente.

InstagramFacebookWhatsApp